Boca a boca influencia mais que TV na hora da busca

Boca a boca influencia mais que TV na hora da busca

 


De acordo com pesquisa, 79% realizam buscas após serem
impactados por ações publicitárias em mídias offline

 

Dos entrevistados que utilizam a web há menos de 4 anos (415 pessoas),
82% visitam sites de busca

 

São Paulo – O Google e a iProspect Brasil desenvolveram uma pesquisa sobre o comportamento de busca dos internautas brasileiros e a influência das ações de marketing offline nesta atividade.

 

O levantamento foi encomendado à empresa Forrester Research e consiste na reedição de um estudo realizado pela iProspect nos Estados Unidos.

 

Os resultados mostram que 93% dos brasileiros pesquisados se conectam pelo menos uma vez por dia e 85% utilizam o serviço de busca diariamente.

 

A pesquisa aponta ainda que 79% realizam buscas após serem impactados por ações publicitárias em mídias offline, sendo que o “Boca a boca/Indicação” responde por 53% dos estímulos, seguido por “Anúncio na TV” (51%), “Anúncio de Revista/Jornais” (35%) e “Lojas Físicas” (27%). A resposta a comentários e anúncios é feita no mesmo dia em 49% casos.

 

Foram entrevistadas 2 mil pessoas entre 14 e 45 anos nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Porto Alegre, Belo Horizonte, Salvador, Curitiba, Brasília, Ribeirão Preto, Presidente Prudente, São José dos Campos e São José do Rio Preto.

 

A análise do comportamento comprova que a maioria (47% dos respondentes) procura pelo nome de produto ou serviço, 30% vão atrás do nome de empresa/prestadora, 7% buscam slogan ou anúncio, 6% elementos referenciais na propaganda. Outros termos são buscados por 9%.

 

Em relação aos conteúdos buscados, o principal são os descontos especiais, com 40%, seguidos por sites de produtos e serviços, com 33%. Em 75% dos casos, o usuário atende suas necessidades na ferramenta de busca e site visitado.

 

Segundo Patrícia Maschio, diretora geral da iProspect Brasil, é importante conhecer o perfil dos internautas brasileiros para elaborar estratégias de marketing mais assertivas, mesclando as mídias online e offline.

 

“Os resultados desta pesquisa nos mostram, exatamente, como os usuários da internet utilizam o serviço de buscadores e reagem à influência das campanhas de mídia. Isto nos ajudará a entender como o consumidor se comporta na rede e determinar campanhas mais focadas no target do cliente, gerando maior rentabilidade e exposição”, completa a executiva.

 

Para Pedro Frigo, head de pesquisas do Google para América Latina, a integração dos canais offline e online contribui para um resultado melhor em campanhas publicitárias.

 

“Esse estudo mostra como grande parte dos internautas faz buscas logo após ser impactado por uma campanha offline, além de mostrar também o alto grau de satisfação do usuário em relação aos resultados do que procura.”

 

Os dados ainda revelam que quanto mais tempo os usuários permanecem online, mais importância eles vêem nos buscadores.

 

Dos respondentes que utilizam a web há menos de 4 anos (415 pessoas), 82% visitam sites de busca. Entre 4 e 9 anos de uso, são 90% (956), e a porcentagem chega a 92% em relação aos usuários há mais de 10 anos (629).

 

Fonte: http://exame.abril.com.br/